MENU It's me: Mário!

Como começar com o WordPress?

WordPress 24 de abril de 2017 0 comentários
WordPress
  • 24 - 04 - 17
  •        
  • 0

Opa galera, tudo bem?

Sempre me perguntam: como começo no WordPress? E não é uma pergunta difícil de responder, mas temos que levar em consideração a natureza do WordPress, o que ele realmente é, e também o que a pessoa quer ser. O WordPress é tão democrático que você pode ser usuário, montador de site, desenvolvedor, suporte, primo e um monte de outras coisas e ainda assim usá-lo.

Mas vamos lá…

Antes de qualquer coisa…

O certo é WordPress e não wordpress ou WordPress, ok? W e P em caixa alta.

A ferramenta

Precisamos entender o que ele é também e a resposta é simples: ele é um CMS.

Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (do inglês Content Management System – CMS) é uma ferramenta usada para criar, editar, gerenciar e publicar conteúdo de forma organizada permitindo que o mesmo seja modificado, removido e adicionado com facilidade.

Note que destaquei a palavra conteúdo.

O WordPress é isso! Algo para gerir conteúdo. E o que é conteúdo? Posts, páginas, texto, imagem, arquivos, áudio, documentos, vídeos, etc…

Então sim! É possível usar o WordPress para e-commerce, redes sociais, blogs, sites, sistemas e por aí vai. Agora se o seu projeto não é voltado a conteúdo (um compilador de aplicativo móvel ou um timer, talvez) não use o WordPress: não é a ferramenta para isso. Mas não ache que é só para blog.

Não confunda com o WordPress.com

Uma dúvida frequente é qual a diferença entre o WordPress.com e o WordPress.org.

Já existe muito material na internet sobre isso, então serei sucinto: o WordPress.com é um serviço da empresa do criador do WordPress.org. Eles fornecem a instalação pronta para você personalizar com alguns temas e plugins e ser feliz criando seu conteúdo. Logo, é limitada, já que eles não podem permitir qualquer um enfiando qualquer plugin, né… hahahaha

Já o WordPress.org é o sistema, o Core de tudo… é ele que você “instala” no seu servidor e então pode fazer o que quiser.

Quem trabalha com o WordPress?

Por ser o CMS mais intuitivo e simples de usar não será um problema entender o WordPress, mas você precisa fazê-lo independente de como irá trabalhar com ele.

Já o seu perfil depende dos seus conhecimentos e do que você quer fazer com a ferramenta. Você pode ser:

  • Usuário não-técnico: é a pessoa que quer criar o projeto para si e usá-lo: seja blog, seja site, seja loja virtual.
  • Profissional não-técnico: é o profissional que não é desenvolvedor, mas que mesmo assim deseja criar projetos utilizando a ferramenta.
  • Profissional técnico: é o desenvolvedor. Ele consegue planejar e criar qualquer projeto voltado a conteúdo utilizando o WP.

E dentro desses perfis você pode querer:

  • Utilizar um site
  • Criar um site para si
  • Criar um site para outra pessoa

Sobre os perfis é fácil perceber que o primeiro quer apenas utilizar a plataforma, criando e gerindo conteúdo e os demais desejam se aprofundar em como criar um site/projeto.

Primeiros passos

Você já sabe qual seu perfil e o seu objetivo? Agora podemos ir em frente:

O passo básico

A melhor forma de começar é procurar por artigos e informações de como o WordPress funciona. Além de fuçar e mexer na interface de administração, é claro. Afinal não adianta querer aprender a criar uma Widget, se você não sabe onde e como insere, nem o que significa ou quais existem.

Esse passo é importante para qualquer um dos perfis abaixo:

1 – Usuário não-técnico, que deseja apenas utilizar um site WordPress

Como você quer ter um blog ou site apenas, recomendo seguir o passo básico, que é entender como o WordPress funciona.

Existem vários tutoriais na internet sobre como publicar e, além disso, o WordPress é o CMS mais intuitivo do mundo. Então vai com fé que dá certo… hahahaha

Boa sorte! E na dúvida, não esquece de aparecer no Fórum de Suporte.

2 – Usuário não-técnico, que está criando seu próprio site

Opa. Nesse caso, além de entender o WordPress como usuário, você vai precisar entender um pouco dele como Sistema. Isso não é complicado, basicamente você precisa perceber que seu site precisa de um Tema, que cria a interface do site para você e de plugins que estendem as funcionalidades do WP.

Com essas informações, você vai em busca de Temas que se adequem ao que você quer, em questão de layout e funcionalidade. E procura por plugins que te ajudem a montar o seu projeto.

Ah! Se você se interessar em se aventurar por códigos, seja para alterar algo no seu Tema ou algum comportamento do WordPress, você pode dar uma olhada no Passo 4.

Mas lembre-se: cuidado com o “barato que sai caro”, que são os temas piratas e não enfie mil plugins no seu site achando que ele não irá ficar lento e sem performance.

3 – Usuário não-técnico, que está criando o site de outra pessoa

Essa é fácil: se essa pessoa estiver te pagando, você está MUITO errado: feche essa aba e procure em uma outra algum profissional qualificado para terceirizar o serviço.

Seja ético.

Se é apenas um favor, leia o item 2 e boa sorte :D

4 – Profissional não-técnico, desenvolvendo um site

Nesse caso é indiferente se está criando para si ou para um cliente: você já é um profissional da área, mas ainda não começou no desenvolvimento web e WordPress.

Por ter perfil profissional, mas não voltado a web (seja desenvolvedor de outras tecnologias, seja alguma área paralela como designer), recomendo dar uma estudada em Desenvolvimento Web antes. Você vai precisa entender as linguagens de front-end e back-end: HTML, CSS e JS, para a interface e o PHP para o que vai no fundo.

Entendendo como se cria uma interface (com HTML) e como se estiliza a aparência (CSS), além de criar comportamentos diferenciados (JS), fica muito mais fácil montar seus sites WordPress.

Mas o que é montar um site?

Bem… como você tem nenhum ou quase nenhum conhecimento em desenvolvimento web, o que você vai fazer é utilizar temas e plugins prontos, como se fosse um usuário não-técnico, e modificá-los (basicamente os temas, através dos Temas Filhos, afinal ninguém vai mexer em plugin dos outros, né…).

Você também vai poder procurar ajuda e entender de forma mais fácil, seja tutoriais, seja posts no Fórum de Suporte. Mas seja honesto com seus clientes e nada de pegar serviço que não sabe como fazer e ficar perguntando cada passo no Fórum: a comunidade está lá para lhe ajudar e não para fazer seu trabalho. Não quer perder um projeto? Não há vergonha nenhuma em terceirizar, afinal gerencia e suporte também fazem parte do trabalho e você pode muito bem cobrar por isso.

Porém se, além disso tudo, você deseja criar seus plugins e temas e realmente se aprofundar, então agora você pode seguir para o último perfil:

5 – Profissional técnico, iniciando com o WordPress

Você já cria sites (estáticos ou não) e já entende como funciona o PHP? Agora só falta entender o WordPress do ponto de vista do desenvolvedor.

Recentemente eu criei uma apresentação sobre isso para o 3º Encontro PHP com Rapadura e você pode dar uma olhada. Algum dia pretendo refazê-la via hangout para ter o vídeo para os colegas.

Essa mesma apresentação foi adaptada para uma Talk na empresa em que trabalho, a Vizir Software Studio. Não é um curso de Harvard, nem uma produção da Sony, mas são 38 minutos (32 se pular a introdução e as piadas ruins) voltados para quem já desenvolve e você pode conferir como foi aqui:

Além disso tudo, sugiro que procure pelo Codex. É lá que tem tudo sobre Desenvolvimento para WordPress.

No mais, é tentar criar algo por si só e entender como funciona o paradigma do WordPress: você precisa entender que os Temas contem as views (se comparado com o MVC) e que os plugins criam funcionalidades, além das APIs que existem como Nonces, AJAX, Options… a própria API REST do WordPress, que já vem no Core e mais um monte de coisa que pode ser utilizada.

Entendendo isso, fica mais fácil entender e analisar suas ações e qual caminho quer seguir e o que estudar do WordPress.

Conclusão

Com isso você já sabe qual caminho tomar para entender o nosso querido WordPress e até já conseguiu identificar seu perfil dentro da comunidade. Só falta agora começar a estudar e continuar estudando, afinal você quer usar/desenvolver uma plataforma que está em constante evolução.

Espero que consiga sempre evoluir e não esqueça de deixar nos comentários suas dúvidas e sugestões sobre o post e ir no Fórum Oficial de Suporte caso surja algum problema ou dúvida sobre o WordPress. Não há problema nenhum em perguntar!

Abraços!

Por favor, considere desativar o AdBlock

Não perca nenhuma novidade, assinando nossa newsletter!



Não se preoculpe, não enviaremos muitos e-mails, nem mostraremos seu e-mail para ninguém. Dúvidas?


Deixe seu comentário! Dúvida sobre como comentar
ou vai postar código? Leia antes.