MENU It's me: Mário!

WordPress com MySQL Remoto

Como trabalhar com WordPress em equipe usando MySQL remoto e Git?

Dicas! - WordPress 08 de fevereiro de 2015 11 comentários
Dicas! - WordPress
  • 08 - 02 - 15
  •        
  • 11

E ae pessoal. Tudo bem com vocês?

Hoje vou trazer uma dica bem básica, porém pode ajudar você que é desenvolvedor WordPress e trabalha em mais de um lugar com mais de um notebook ou então quando há mais de uma pessoa envolvida.

Problema

O problema é bastante simples: sincronizar o desenvolvimento para WordPress em mais de um local de trabalho. A solução menos elegante é carregar com você os arquivos e instalar o WordPress em cada estação de trabalho.
Funciona? Sim! Mas é bastante chato, se você for depender do Banco de Dados, por exemplo…

Sincronizando os arquivos

O primeiro passo é sincronizar os arquivos em si. Para isso podemos usar o Git! Se você não manja de Git, corre aqui para aprender logo a usar!

Repositório criado? Todos os amiguinhos desenvolvedores com forks?
    É hora de sincronizar o banco de dados!

Localhost? Mais ou menos… mais ou menos…

Seu site está instalado no localhost, certo?

Se estiver tendo problemas com permissões no Linux, dá um olhada nessa dica.

Desenvolver no localhost é obviamente a melhor solução para desenvolver para WordPress sem precisar ficar esperando upload de arquivos toda hora… Mas temos um problema: os arquivos e o Banco de Dados ficam restritos à sua máquina. Sobre os arquivos temos a solução dada ali em cima, mas será que dá pra usar isso para o Banco de Dados? Claro! Git versiona tudo… mas esse trabalho se torna massante (seja versionar o BD exportado, seja o XML exportado pela ferramenta do WP).

MySQL Remoto

A solução é utilizar um banco remoto.
    Para isso, você vai precisar já ter uma hospedagem contratada. Se você não possui uma hospedagem, considere contratar uma para seus projetos e principalmente para seu site/blog/portfólio.

Banco de Dados no cPanel

Acessando o cPanel, você vai criar o Banco de Dados, o usuário (e senha) e adicionar esse usuário ao Banco normalmente. Com tudo isso pronto, você já pode instalar seu site WordPress. Basta seguir os passos normais da instalação e na hora de colocar os dados do Banco, inserir as informações do banco, tomando cuidado para colocar o endereço do servidor do banco de dados.

Instalando seu site WordPress

Como encontrar o hostname?

Como estamos utilizando um banco remoto, não vamos utilizar localhost como servidor do banco de dados. Para encontrar o nome do servidor (ou hostname) devemos entrar no phpMyAdmin da nossa hospedagem e clicar em Variáveis. Depois é só procurar por hostname:

Achando o hostname no phpMyAdmin

Segurança

Lembre-se que seu wp-config poderá ser acessado por todos que forkarem seu repositório e com ele o acesso ao seu Banco de Dados, então é muito saudável que o banco e o usuário utilizados nessa instalação sejam separados dos seus outros projetos, de forma a não compartilhar (desnecessariamente) o acesso de tudo o que você tem.

E é isso!

Pronto! Agora todas os forks desse repositório acessam o mesmo banco de dados e você pode trabalhar em equipe ou em mais de um lugar sem ter trabalho, além do controle de versão já feito.

Espero que tenham gostado dessa dica. Ela é bem simples e espero que ajude a galera que está começando agora no desenvolvimento para WP (além da galera mais antiga que não tinha pensado nisso ainda… rsrsrs)

Curta, compartilhe e faça um DEV feliz. Abração!

Por favor, considere desativar o AdBlock

Não perca nenhuma novidade, assinando nossa newsletter!



Não se preoculpe, não enviaremos muitos e-mails, nem mostraremos seu e-mail para ninguém. Dúvidas?


Deixe seu comentário! Dúvida sobre como comentar
ou vai postar código? Leia antes.

  • Boa cara, ajudou muito aqui!

  • Essa dica é sensacional, mas como faríamos com a URL do WordPress salva no banco de dados? Cada usuário poderá instalar em sua máquina de formas diferentes, e em localhost ter um endereço diferente. Qual seria uma boa solução? Eu pensei no Vagrant.

    • A ideia seria todos terem a mesma url, dado que o projeto é o mesmo, dificilmente haveria motivo para não usarem o mesmo padrão http://localhost/nome-do-projeto

      Abraços!

      • @mariovalney:disqus, ótimo post, ajudou bastante, mas tenho uma pequena dúvida, com o projeto pronto para subir para produção, em um host, como ficaria a alteração desse endereço? Bastaria alterar no Banco de Dados? Pois já tentei mudar o local do projeto e alterar no BD o endereço, e bugou algumas coisas :/

        • André Costa

          É só ir no wp_options e mudar o siteurl e o home. Funciona que é uma beleza. No meu caso, eu instalo um plugin que gera o backup do banco de dados na própria instalação do wordpress (integrando assim com o repositório). A única coisa que precisa mudar manualmente (infelizmente) é o domínio. Se não fosse esse problema do domínio, a produção do git+wordpress+mysql seria perfeita.

  • BH Rocha

    Mario, com o banco remoto é possivel trabalhar offline? Como fica quando precisa de 2 ou mais colaboradores terem de trabalhar juntos e com opção de trabalho offline? Sincroniza assim que conectar?

    • Não. Se é remoto, tem que conseguir se conectar a ele, certo?

      Se a ideia é trabalhar offline, então recomendo sempre exportar o banco e versionar o arquivo SQL com GIT também… mas não faria isso… por estar no localhost, cada um pode cadastrar conteúdo e configurações de acordo com o que precisar para trabalhar… se estão trabalhando exatamente na mesma funcionalidade e precisam de exatamente as mesmas informações no banco, aí sim… só versionando o banco também…

      Abraços

  • Cara, como acho o endereço do servidor do banco de dados? Mal ae a mosquice, mas não sei mesmo, rs.

    • Sua hospedagem deve fornecer isso.
      Se ela não tiver um endereço ou IP dedicado para os bancos, pergunte se não é possível criar um subdomínio e apontá-lo para o banco (talvez criando um VirtualHost)…

      Abraços

      • Valeu cara, abraços.

      • André Costa

        No hostgator por exemplo, tem a opção no cpanel de mysql remoto. É só digitar “%” no add que vc pode usar o próprio IP/domínio como endereço do mysql remoto.